20/06/2013

Sophia - Amigos da onça...homens que falam...falam...e nada fazem!


Queridas companheiras de leitura! Esse título lhe diz algo?
Você por ventura já conheceu ou já viveu alguma experiência na área afetiva com algum sujeito que a princípio lhe parece cheio de charme, atraente, bonitão, e como diriam na época da minha avó "o cara boa pinta"?
Se você já passou dos 40 anos, ou mesmo que não tenha passado, com certeza já deve ter ouvido falar do tal "amigo da onça" um personagem inusitado criado pelo cartunista Péricles Maranhão em 1943, e que fez grande sucesso no Brasil. O sujeito criado por ele tinha uma personalidade muito peculiar, era cheio de "malandragem", tinha uma boa conversa, jogava charme, era um espertalhão, cheio de "papo-furado" e "levava todo mundo no bico", e como diríamos hoje em dia ele seria o perfeito "171". 
E por que a expressão "amigo da onça"? Porque a característica principal do sujeito era pensar em si próprio acima de tudo. Você por acaso não conhece ninguém assim?
Pessoas que pensam somente nelas e em seu próprio benefício o tempo todo.
Vou exemplicar uma situação.
É o tipo de homem que não tem coragem de ter um diálogo aberto, claro e transparente. Apesar da boa pinta ele é cheio de segundas intenções é o tipo do cara que só fala... fala.... fala... e não assume nada do que falou!
Na verdade o "amigo da onça" não pode ser considerado um bandido! ele é mais malandro e espertalhão que julga nossa filosofia feminina...
É quando você ainda viva, saindo dos escombros tem aquela sensação que está vivendo um pesadelo e sente-se totalmente fora de eixo.Claro que quando você percebe que tudo foi real, que na primeira oportunidade o "amigo da onça" te deu um pé na bunda devido ao aparecimento de outra a primeira sensação é raiva.

 

Você minha amiga conhece um homem simpático, bonitão e com quase todos aqueles adjetivos que nós sabemos de cor e salteado...  Vocês se tornam amigos e você vai percebendo que o cara é um tremendo "papo-furado". Sem querer perder tempo ele já pensa em te conquistar, mas para isso vai usando artifícios que somente com o passar do tempo você descobre que foram artifícios totalmente cansativos...
A princípio você até se encanta, acha o máximo tanta filosofia, tanta inteligência, tanta novidade... Mas com o passar do tempo você percebe que ele na verdade está mesmo é te ludribiando e como diz o ditado " te levando em banho-maria"ou mesmo "te levando no bico" ou seja: Se ele não encontrar nenhuma mulher que ele julgue melhor que você, ficará com você mesmo....caso contrário....prepare-se!
Fala uma coisa hoje, amanhã diz outra, semana que vem tem outra idéia... desculpe... mas isso pra mim é coisa de pinel!  É o tipo de sujeito que te convida pra jantar, leva flores, vocês vão ao restaurante, e durante a conversa ele se revela cheio de boas intenções. Aliás intenções essas que só irão beneficiar a ele próprio! a astúcia é tanta que esse tipo de sujeito consegue reverter as situações a favor dele.
Você mulher cheia de boas intenções, inocentemente acha que ele é um sujeito confiável.
É o tipo do cara que faz planos com você. Claro que você entra no "planador" dele e sai viajando... ganha altura, vai fantasiando tudo aquilo que ouviu dele. Afinal os planos incluiam vocês dois, planos de amizade, amor, companheirismo, um pouco mais a frente você vai constatar que o planador deu de bico numa montanha íngreme e vai tudo para o espaço, inclusive você!

Amigas... Atenção às sensações de raiva!  É difícil eu sei... mas não valerá a pena senti-las! Afinal de contas você descobre com o passar dos dias que o cara foi um tremendo "amigo da onça" . O que você poderia esperar desse cara? Pessoas que quase não tem amigos, também quase não tem considerações com outras pessoas. São seres egocêntricos e preocupados somente com seu bem estar.
Você descobriu que o amigo da onça te fez andar na contra-mão numa via de mão única?
Calma... é tempo de recomeçar!Ligue o pisca alerta, respire fundo, faça uma manobra cuidadosa, vire-se na direção correta e siga em frente! e boa viagem!
Seja a "garota papo firme" que um dia o Roberto cantou!
"Se alguém diz que ela está errada ela dá bronca, fica zangada e manda tudo pro inferno...". Inclusive o "amigo da onça" !



Sophia - Grite NÃO a violência doméstica!


O tema da violência doméstica é absolutamente sério e constrangedor. As estatísticas infelizmente mostram números assustadores segundo a pesquisa “A mulher brasileira nos espaços públicos e privados” – realizada pela Fundação Perseu Abramo em 2001, registrou-se espancamento na ordem de 11% e calcula-se que perto de 6,8 milhões de mulheres já foram espancadas ao menos uma vez. E segundo a OMS Organização Mundial de Saúde, cerca de 10% a 34% das mulheres de todo mundo já foram agredidas por seus parceiros.”



Também se discute muito sobre a culpa da própria mulher em relação a essas situações de violência física, já que normalmente após a primeira agressão física a mulher dá uma nova chance ao parceiro, quando esse promete que tal fato não tornará a se repetir. Isso raramente acontece, pois as agressões normalmente voltam a acontecer, daí uma segunda ou terceira agressão física é algo inadmissível.

Mas como vocês bem sabem, nossas crônicas tem o intuito de ajudar as mulheres sempre com uma pitada de bom humor e muita criatividade. Embora o assunto seja demasiadamente sério, lembre-se que somente a denúncia do agressor às autoridades é que poderá resolver o problema definitivamente. E como já citamos em crônicas anteriores você deve lembrar que nós mulheres temos uma capacidade surpreendente de “dar a volta por cima” e recomeçar a qualquer momento.

E falando em recomeçar, vale lembrar que o seu lar pode ser comparado a uma espécie de “quartel general”, porque nós mulheres sabemos absolutamente tudo sobre a nossa casa, nossos utensílios domésticos e todo o “arsenal” que armazenamos em nossa cozinha. Aliás o “arsenal” a que me refiro poderá ser utilizado para a preparação de triviais simples até a elaboração gastronômica de iguarias apreciadas mundialmente. E isso não é tudo, a grande revelação é que os utensílios domésticos podem ser usados a seu favor numa emergência de violência doméstica por exemplo!
Parece absurdo? Mas não é! Vamos simular uma situação de violência doméstica. O seu marido, namorado, enfim o seu companheiro chega em casa e após uma discussão fútil ele parte pra cima de você com o intuito de agredi-la fisicamente. Por favor, esqueça todo e qualquer tipo de protocolo de boas maneiras e caso se depare com uma situação limite como essa DEFENDA-SE. Use seus sentidos. Saiba que ter medo é o primeiro sinal de inteligência do ser humano, mas não deixe o medo dominá-la, você pode controlar a situação!

Caso esteja completamente acuada e amedrontada tenta escapar, minha sugestão é: se não conseguir cair fora de casa imediatamente tente ligar pra polícia, se isso também não for possível entre em ação amiga, mas não esmoreça! Tente trancar-se num quarto e grite por socorro assim como as atrizes fazem nos filmes de terror quando o assassino se aproxima! Se você estiver na cozinha lembre-se do arsenal que tem à sua disposição, praticamente um quartel general de equipamentos de ultima geração com diversas utilidades.O liquidificador por exemplo pode ser acionado com a mão do seu agressor dentro do copo, clique a tecla pulsar e saia correndo em disparada... caso não consiga o efeito desejado, peque a frigideira e mire na testa dele com tudo! Você também pode apelar para o mixer! Caso ele levante as mãos pra você direcione o mixer ligado na potência máxima na cara dele e invista gritando sem parar! Faça o máximo de barulho que conseguir, deixe aflorar a “Fafá de Belém” que existe dentro de você solte a voz e meta o peito para se defender do seu agressor! Pense que sua auto-estima é fator essencial para sua felicidade! E se nenhum dos eletrodomésticos surtir efeito lembre-se do bom e velho “pau de macarrão” tão sabiamente ilustrado pelas nossas avós em represália aos maridos desatentos! E para comemorar a vitória do bem contra o mal, em legítima defesa saia cantando e comemorando a velha música: “atirei um pau no gato-to... mas o gato-to não morreu – réu – réu” 

 Morrer ele não morreu, mas com certeza a lição ele aprendeu!






19/06/2013

Sophia - Homens telemarketing e a propaganda enganosa...


A vida é uma caixinha de surpresas, sabiamente alguém disse isso, só não tenho alguma pesquisa de mercado usando minha crônica como uma estratégia de marketing para chegar até minhas leitoras o alvo final da campanha!

Mas a maior e mais marcante característica desses homens é o uso do aparelho celular. Sabemos que hoje o celular é uma ferramenta absolutamente necessária entre homens, mulheres, adolescentes e até mesmo crianças deste planeta, mas os homens telemarketing possuem um diferencial grotesco na hora de usar tal aparelhinho.


1) Você está com seu namorado num restaurante, toca o celular dele, rapidamente e olha para o identificador de chamadas e desliga imediatamente o aparelho. Se fosse uma ligação qualquer de um amigo, familiar ou mesmo de trabalho porque o estresse em desligar imediatamente o aparelho? 


2) Atende o telefone distraidamente sem antes olhar o identificador e fala palavras desconexas como se estivesse falando sobre trabalho com um suposto cliente. Esse tipo de situação deixa os homens atrapalhados, é bem provável que outras mulheres estejam ligando pra ele. Não que ele seja um George Clooney, absolutamente! É que os mesmos métodos de conquista que ele usou com você, com certeza usou com outras também, e as pobres nem imaginam sua existência assim como você talvez não soubesse a existência de outras à sua frente...


3) A agenda do celular! Prestem atenção minhas caras: Homens Telemarketing não utilizam a agenda de seus celulares. Por que será? A resposta é obvia: Para não deixar pistas de suas cantadas pelo mundo feminino!


4) Quando você liga para a casa dele, e conversam ao telefone, você ouve do outro lado da linha o celular tocar sem parar. Ele pede licença e você ouve o diálogo dele com a pessoa do outro lado da linha:
Então minhas caras...comecem a prestar atenção aos pequenos sinais do mundo tecnológico. Observar o celular é um bom início. E não se julgue perseguidora ou desconfiada, apenas um pouco mais observadora.
 

Você deve estar achando que eu sou fanática por tecnologia ou estou fazendo
Não é nada disso! Hoje quero falar do Homem Telemarketing. Vou descrevê-lo aqui e lendo com atenção é bastante provável que você já se deparou com um deles, caso contrário, fique de olho!

O Homem Telemarketing é um sujeito a princípio acima de qualquer suspeita, mas ele possui alguns diferenciais extremamente pitorescos. O perfil desses homens geralmente é sempre o mesmo. Estão sempre conectados no correio eletrônico, qualquer mensagem suspeita é deletada imediatamente sem deixar pistas.


Atenção aos sinais:

E quando você pergunta, ele simplesmente responde: Querida hoje não trabalho. Não estamos juntos? Então...quero ficar com você esquece o resto...
Esquecer? Depois dessa atitude suspeita não dá pra esquecer mesmo!


- Já te ligo, agora não dá! . Essa é uma atitude suspeitosíssima !!! Porque usou a frase "agora não dá?" Você ainda acredita que se fosse um familiar ou chefe ele falaria desta forma? Se fosse realmente algo importante e que não houvesse a necessidade de omitir é claro que ele deixaria você do outro lado da linha e continuaria o assunto "profissional". Mas...não foi isso que aconteceu...

É bem provável que você vá se surpreender com o garoto telemarketing que está perto de você é provável que você descubra que tenha usado de propaganda enganosa pra te conquistar...e continua a fazer o mesmo com outras vítimas!
Então mulheres: Uni-vos contra esse tipo de falso merchandising!!

13/06/2013

Sophia - Homens chave de fenda...

Vou comentar sobre um tipo de homem com uma característica peculiar e gosto duvidoso.
Trata-se de homens que cultivam unhas compridas apenas em seus dedos mindinhos. Cobradores de ônibus, vendedores de picolé, sapateiros e outros tipos adotam esse estilo. É claro que não estou me referindo ao famoso José Mojica Marins, o famoso "Zé do Caixão", mas sim a um tipo muito próximo a ele.
Nem sei a razão desse cultivo bárbaro aos dedos "mindinhos", mas, observe à sua volta e não será muito difícil encontrar tipos assim perambulando por aí.
O cultivo de unhas compridas nos "mindinhos" pode estar nos genes de antepassados ou pode ser apenas uma vocação ao estilo viking.
Na maioria das vezes esses homens são aparentemente normais a não ser é claro, por seus mindinhos cujas unhas são estilo "chaves de fenda", prontas a serem inseridas nos mais inocentes ou duvidosos orifícios.

Há um pequeno grupo de homens que cultiva tal estilo nas duas mãos, podendo usar suas "chaves de fenda" tanto da direita quanto a da esquerda. Também é comum vê-los introduzindo suas unhas nos orifícios auditivos e até nasais, podem até usar seus valiosos instrumentos para apertar parafusos soltos nos mais diversos aparelhos eletrônicos.
Ora seus vikings!!!!! O que os leva a praticar esse culto absolutamente medieval e de mal gosto? E, o que os faz pensar que nós mulheres apreciamos esse tipo de "culto aos mindinhos?".

Deixem as unhas compridas para nós! Gostamos de homens com unhas limpas e absolutamente curtas. Se precisarmos de um cotonete ou de uma chave de fenda saberemos providenciar! Afinal quando conhecer um homem não esqueça de direcionar seu "sonar" para as mãos do dito cujo.

Você não quer ser pega de surpresa no meio de um jantar à luz de velas e no exato momento de brindar a noite, perceber que seu par segura a taça de vinho com o dedo "mindinho" espetado feito uma flecha apontando para a porta de saída com sua unha estilo "chave de fenda" afiadíssima feito um canivete, cujo reflexo do maldito esmalte incolor você poderá perceber através do brilho da chama das velas".
Caso tal situação lhe aconteça seja rápida!
Simule um acidente derramando vinho sobre o seu vestido, levante imediatamente e corra em direção a saída antes que o final da noite lhe reserve surpresas desagradáveis como por exemplo o percorrer dos mindinhos em seu corpo deixando um rastro como se fosse um bicho geográfico!

Suma na calada da noite e não esqueça de enviar na manhã seguinte um kit básico ao seu futuro-ex contendo lixa, palito e cortador de unhas.

Lembre-se que muito melhor do que estar acompanhada de um viking com unhas estilo "chave de fenda" é ficar vendo TV acompanhada de um saco de pipocas ou uma barra de chocolate sem a mínima culpa!!!!


 

Sophia - Nunca desça do salto...

Amigas leitoras, hoje o tema é fundamental: é imprescindível o uso dos famosos scarpins e outros modelitos de sapatos com saltos altos.

Qualquer sapato de salto alto valoriza a mulher. Não só a eleva em altura, mas mostra toda sua exuberância, claro que a resposta disso é uma auto-estima super valorizada.


O salto alto além de deixar a mulher absolutamente mais elegante, deixa as pernas, glúteos e panturrilhas bem definidos, e as pisadas ficam muito mais charmosas.
Claro que para usá-los você não pode esquecer de toda a graça e feminilidade.
Não adianta calçar um sapato chiquérrimo com salto altíssimo e sair pisando como se fosse uma soldada marchando num quartel em dia de revista militar!
Tem que haver classe, beleza e principalmente leveza.
Você deverá pisar no chão como se estivesse pisando sobre tapetes persas maravilhosos e imaginar que inúmeros sheiks árabes estão observando seu doce caminhar.
Se você preferir imagine-se nas passarelas da moda, num desfile na Maison Chanel em Paris, onde todos os experts da moda estarão de olho em você.

Claro que os pés nunca são perfeitos e os sapatos muitas vezes na hora que experimentamos parecem confortabilíssimos e na data de estréia vem a constatação: Aquele sapato maravilhoso quase te enlouqueceu de dor nos pés!

Imagine-se numa festa absolutamente divina você completamente maravilhosa e convidou seu gato, ele lhe não quis lhe acompanhar porque estava com muito trabalho e com uma dor de cabeça incrível, mas  foi super compreensivo, e a entusiasmou a ir mesmo sozinha, e como se não bastasse estar sem a companhia dele, o seu sapato está apertando seus pés de uma forma nunca sentida antes, depois de algumas horas, a situação vai se tornando insustentável quase que fora de controle.

Você disfarçadamente apóia uma das mãos numa mesa que serve de aparador no salão e descansa os pés alternadamente. Ora o pé esquerdo, ora o direito. Mas quando você os coloca firmemente no chão...parece que está pisando em pregos e cacos de vidro tamanha a dor.
Se você tentar andar então... sente uma queimação que dá a sensação que seus pés estão pegando fogo, você instintivamente procura um extintor de incêndio mas sabe que não poderá cometer tal insanidade, terá que ser discretíssima, continuar sorrindo e fingir que você está maravilhosa, ótima, tanto sua roupa, maquilagem, acessórios e sapatos estão perfeitos!

Por dentro você está se sentindo a última das mulheres, com uma vontade louca de tirar os sapatos e ficar completamente descalça dando a oportunidade de seus dedos se espreguiçarem, pois a sensação que você sente é que todos eles estão sendo esmagados por uma morsa.

Mas descer do salto a que me refiro não é somente neste caso de sapatos apertados. É descer do salto em atitudes.É fingir que nada está te atingindo quando você está a ponto de explodir e mandar tudo pro inferno!

Nessa mesma festa imagine seu gato (que a essas alturas será ex-gato) aparecer com
Uma bela morena e passar na sua frente ignorando você, como se não a tivesse visto uma única vez na vida.

Calma amiga. Agora é que você não poderá descer do salto jamais!

Esqueça o sapato, esqueça seu salto, suas joanetes, calos, unhas encravadas, esporão e todo e qualquer problema em seus pés, esqueça inclusive a dor que está sentindo. E ironicamente os cumprimente com um oi básico....e saia andando maravilhosa, linda, e impecável no seu salto altíssimo.

Quando chegar em casa você tem o direito de arrancar os sapatos dos pés e jogá-los contra a parede, contra o espelho, chorar até lavar a alma....Mas na hora do “vamos ver” jamais desça do salto!

 

Sophia - Não seja muletas de um falso aleijão...

Já houve Campanha da Fraternidade voltada às pessoas portadoras de deficiência. Nem é preciso dizer que essas pessoas merecem todo nosso respeito, carinho e admiração, pois são verdadeiros heróis vivendo num mundo ainda cheio de preconceitos.

Mas, preconceitos à parte, vamos ao nosso tema. Pois os deficientes a que vou me referir nesta crônica não são os físicos e nem os mentais, mas falaremos de um outro tipo de deficiência a “cara de pau” dos chamados “falsos aleijões”.
Minhas amigas... Todo cuidado é pouco com esse tipo de pessoa.

Aparentemente são pessoas normais. Não apresentam nenhum tipo de deficiência física ou mental que possam ser percebidas de imediato. O que não significa que o “falso aleijão” não seja portador de sérios problemas emocionais.
Geralmente são dotados de personalidade bastante comum, são amigáveis, gentis, mas passam por inúmeros períodos de depressão.

Quando o “falso aleijão” se aproxima de uma mulher poderosa, maravilhosa, cheia de vida como eu e você, ele usa táticas quase que imperceptíveis para adquirir a nossa confiança, e na grande maioria das vezes com seu jeito espontâneo e sempre solícito acabam conseguindo seu objetivo.
Sem que você perceba, o “falso aleijão” já te elegeu para a sua próxima vítima. Você nem imagina que estará começando um grande martírio em sua vida!

Os primeiros sinais que indicam uma série de consecutivos “ataques” à vítima escolhida aparecem quando o “falso aleijão” diz que precisa conversar com você, e desabafa um problemão que está enfrentando em sua vida... pede sua ajuda pra resolve-lo, enfim... Claro que a essa altura do campeonato você já está super envolvida com esse cara “tão legal”, e sem que você consiga perceber ele vai se escorando em você...e cada vez mais ele vai sugando seu sangue como uma verdadeira sanguessuga. Você na sua vontade de ajudá-lo a superar os problemas que a esta altura dos acontecimentos já se multiplicaram se envolve cada vez mais em assuntos que não lhe dizem respeito. Não estou dizendo com isso que não devemos ajudar nossos amigos. Ora essa! É fundamental o companheirismo para a solidificação de uma amizade!  Nesse caso ela deverá ser regra número um.  Como se livrar do “falso aleijão” ? Vou tecer algumas sugestões que podem dar certo:

Quando o sujeito vir te procurar para novamente lhe passar os seus problemas para que você os resolva sem perceber que ele a está usando, saia imediatamente da frente dele. Acelere o passo, diga que tem um compromisso inadiável e deixe-o falando sozinho. Se isso não surtir efeito invente que alguém da sua família acabou de falecer, mas mate alguém que realmente já morreu para não ficar cheia de culpas caso isso realmente aconteça a pessoa que você elegeu como “presunto”. Se ele estiver no carro com você, e começar com a ladainha dos seus problemas querendo que você se transforme numa super cadeira de rodas motorizada, aumente o volume do rádio e interrompa-o dizendo que a música que está tocando lhe remete à sua adolescência, e conte histórias daquela época fazendo com que ele desencane de você!

Se nada disso surtir efeito não perca a paciência. Espere o “falso aleijão” contar a nova desgraça que acomete sua vida, e quando ele terminar vai olhar pra você com aquele olhar de “madalena arrependida” com prováveis lágrimas de crocodilo brotando dos seus olhos que em momento algum devem lhe comover. Seja firme e quando ele terminar a história sugira uma das seguintes alternativas:

- Querido, infelizmente dessa vez eu não posso te ajudar, mas estive pensando que seria bom você fazer uma promessa de ir a pé até onde está o Padre Cícero para ele lhe ajudar.
- Ah, me falaram que em Varginha quando aparece a primeira estrela no céu você fará um pedido e logo em seguida um ET vai aparecer e resolver seus problemas.
Isso não surtiu efeito? Então passe numa loja de antiguidades, compre uma lâmpada de bronze e da próxima vez que ele vir perto de você entregue a lâmpada a ele e diga:
- Vá esfregando até aparecer o gênio. Faça dois pedidos que tudo na sua vida vai se resolver.
Ele poderá estranhar o fato de dois pedidos e dizer a você:
- Mas são só dois pedidos e o terceiro?
Você friamente responde:
- O terceiro pedido eu já fiz, pedi pro gênio me afastar definitivamente de homens como você que não passam de “falsos aleijões” querendo sugar toda a minha energia.
E feito isso, desapareça. Para tanto vale dar uma de maluca e sair correndo dentro do shopping, no supermercado, na rua enfim... tudo vale pra se livrar de um sujeito assim!
Quando conseguir se livrar dele faça uma festa, convide seus verdadeiros amigos, ria, brinque e converse e ajude as pessoas que realmente precisam de você, do seu apoio, e de suas opiniões,
mas nunca deixe que elas te usem como um "par de muletas", para que você resolva os problemas que não são seus! Ajudar é muito diferente do que assumir!
Esse tipo de pessoa assim como o "falso aleijão" logo que reaprendem a andar é bastante provável que lhe deem como prêmio de toda sua dedicação e preocupação um belo pontapé no traseiro que você nunca mais esquecerá!




 









30/05/2013

Sophia - O salutar sabor da vingança!


Queridas amigas!
Estou de volta e com um assunto extremamente delicado: A vingança feminina. Afinal quem não conhece a máxima: “A vingança é um prato que se come frio.” ?

E convenhamos ... Em todos os tipos de culinárias mundialmente conhecidas há determinados pratos que devem ser servidos frios, e quanto mais frios mais apetitosos!
E dependendo do caso, existem alimentos e bebidas que devem ser servidos gelados como o sorvete, um bom vinho Chardonnay e até mesmo um refrescante Proseco!
Há até quem chupe gelo e sente vontade de mordê-lo só para sentir a satisfação de ranger os dentes!!!!
Também há mulheres adeptas a uma espécie de “dieta do gelo”! Sim, usam esse artifício para enganar a fome!
E quantas mulheres foram enganadas? Não por um pedaço inerte de gelo evidentemente, mas por um namorado sem escrúpulos, sem sentimentos, absolutamente frio e insensível praticamente um esquimó!
Sim, e você arrastava qualquer tipo de trenó por ele neve adentro!
E era capaz de escalar um gigantesco iceberg até perder as falanges dos dedos para ajudar o bom rapaz!
Afinal aquele “esquimó” disfarçado de surfista havaiano era o grande amor da sua vida!
Sim, era!!! E deixou de ser justamente quando você descobriu que ele estava traindo você com outra mulher, e o pior: descobriu porque ela contou! Quer algo mais traumático que isso?
Só mesmo férias na Faixa de Gaza minha cara !

Enquanto escrevia essa crônica procurei citações de famosos a respeito da vingança, e não me surpreendi quando me deparei com frases e pensamentos criticando todo e qualquer tipo de vingança, mas não desisti! Aliás, Mulheres não desistem jamais ! e em meio a essas frases encontrei tantas outras dando total apoio a esse tipo de “modalidade” que bem elaborada temperada e servida....deixa um gostinho especial e uma satisfação íntima inimaginável!

Pasmem: Dante Alighieri o famoso poeta italiano que ficou conhecido por sua imortal obra “A Divina Comédia” sabiamente citou: “A grande honra se conquista com a vingança”. Também descobri um provérbio chinês que diz: “Antes de sair em busca de vingança cave duas covas”. Mas são duas mesmo que queremos cavar quando o negócio é se vingar! Uma para enterrar o seu “falso esquimó” outro para enterrar a “concubina” dele”.

É muito louvável perdoar, esquecer, relevar, mas quando o assunto é traição...ah, caras amigas quem já passou por isso sabe que “a sede da vingança pessoal” ultrapassa qualquer sentimentalismo barato!
Difícil é encontrar mulheres que assumam essa condição de “vingativas”. Mas, assumindo ou não, nem tudo está perdido! Afinal de contas, ninguém precisa saber a respeito de seus mais secretos pensamentos vingativos! E ninguém pode ter um prazer maior que o seu na hora da comemoração!
Vamos um exemplo simples e básico de vingança absolutamente “light” afinal de contas somos contra todo e qualquer tipo de violência, mas pequenas “gotas” letais de maldade ou perversidade não fazem mal a ninguém e melhor: fazem um bem enorme a você mesma!
E aquele chavão que diz “o bem sempre vence o mal”...pare com isso! Nesse esse caso lembre-se que uma vingança light ou se preferir diet estará fazendo um bem enorme ao seu Ego e o melhor: esses tipos de vinganças são livres de gorduras trans!
Por exemplo:
Você descobriu que foi traída. Ficou possessa, alucinada, e como sempre: inconformada e sentindo-se a última criatura do universo a merecer tal crueldade!
Calma! Isso acontece desde que o mundo é mundo e desde que nasceram os homens, e principalmente desde que os radares masculinos descobriram peitos, pernas e bundas alheias!!!!
Então minha cara, depois de espernear, inundar seu travesseiro de lágrimas, repudiar, tomar calmantes pra dormir, recorrer a passes em terreiros haverá uma simples e doce vingança que vai aliviar e muito esse emaranhado de sentimentos que assolam o seu íntimo!
Claro que não é pra sair por aí com uma metralhadora em punho matando meio mundo. Mas é claro que você pode imaginar a cena do seu esquimó tarado com a concubina num final de semana cheio de amor que a remetem em lembranças tórridas dos finais de semanas vividos por vocês dois num passado nem tão distante.
Que tal “desbaratinar” os dois e mandar um torpedo pro celular dele com uma dessas mensagens:
- Adorei as flores, são lindas! Obrigada ! Beijos...Ou então:
- Por favor pare de insistir, estou com outra pessoa!
Infelizmente não há flores, e muito menos outro alguém, mas faça de conta que existem.
Isso vai deixá-lo no mínimo encafifado e pensando de como você foi rápida no gatilho (assim como ele) e quem seria o cara que estava lhe mandando flores?
Será que ele já existia entre vocês dois? E o melhor de tudo: imagine a concubina se apossando do celular dele e lendo tais pérolas? Isso vai causar no mínimo uma discussão empolgante entre o casalzinho apaixonado, e trará de contrapeso inseguranças, incertezas e muitas dúvidas!

É muito perverso? Está com pena? Não foi isso que ele pensou quando te traiu!
Então minha cara....enxugue suas lágrimas e bola pra frente! Vá à busca de um homem maravilhoso que no mínimo vai lhe oferecer flores, porque de espinhos você já está cheia!
Quanto ao esquimó disfarçado de surfista e sua concubina...mande-os para o limbo do inferno de Dante!